sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Quando o erro é o mais importante...

Em ambientes de trabalho é comum que aconteçam falhas nos procedimentos. Afinal somos falíveis. Mas quanto à reação dos envolvidos diante dos erros? Esta faz toda diferença. Principalmente as reações imediatas. Neste sentido, pergunta-se, o que é mais urgente, questionar o erro ou buscar a solução? Certamente a maioria escolherá a segunda alternativa. No entanto, em muitos casos, não é esta a escolha, ou melhor, a prática. Pelo contrário, ao se depararem em situações de conflito os envolvidos ficam com se estivessem entorpecidos e fazem uma verdadeira “tempestade no copo d’água” que termina envolvendo toda a empresa. A impressão é que se estabelece um bloqueio mental que paralisa por completo as faculdades de reflexão. E continua na perseguição dos culpados como uma verdadeira “caça as bruxas”. Não demora muito e todos ficam contaminados pelo clima de insatisfação. Mas e a respeito do que seria a atitude mais sensata, isto é, a solução do problema? Esta por sua vez, é freqüentemente relegada ao segundo plano, e em muitos casos, até esquecida! Em situações deste tipo é preciso ser antes de tudo profissional e estar preparado para contornar os conflitos. Ter bom senso para focar as atitudes na busca de soluções. E acreditar “Se há um problema, há uma solução. Mas se não há solução é por que não há problema”.
Grande abraço
Pedro Manoel

2 comentários:

Ively disse...

Pedrinhooo
Seu texto lembrou-me daquela piada: do chefe que começa a sorrir diante de um problema. Sinal de que ele já sabe em quem colocar a culpa! rsrsrs

Só p descontrair tá?! :-)
Bjo

Sula disse...

Gostei do texto!!!!! Chegou na hora certíssima. Vosmicê é DEMAIS.......
Cheiro Pedão e parabéns pelo blog