quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Comprometimento no trabalho

O comprometimento deveria ser uma das características mais valorizadas em ambientes de trabalho. Profissionais comprometidos com suas funções chegam a superar em desempenho aqueles com grandes qualidades técnicas, mas sem nenhum compromisso. O funcionário comprometido assume de fato a obrigação, a responsabilidade e determinação em fazer o melhor. Esse tipo de trabalhador – o comprometido - não se intimida em não saber certas atividades, mas está sempre com disposição em aprender. Já o “descompromissado” (neologismo nosso) realiza apenas as tarefas que julga necessário para a manutenção do emprego, acha que sabe tudo, não tem interesse nenhum em aprender o que está surgindo de novo em matéria de processos e procedimentos e costuma esconder informações importantes. As diferenças são visíveis entre esses dois profissionais. Quando o funcionário responsável chega na empresa logo começa a trabalhar, pergunta se há alguma novidade e de imediato assume suas responsabilidades diárias. O sem compromisso chega ao trabalho de mansinho, se arrastando, liga o computador, verifica os e-mails pessoais, toma um cafezinho, vai ao banheiro, navega na internet, olha ao redor para ver se alguém está percebendo e por aí vai... Certamente há variações de graus desse tipo de funcionário para cada função existente, cada um com suas habilidades em esquivar-se do trabalho. Curiosamente a sobrevivência profissional dos não comprometidos está fundamentada na enorme capacidade em disfarçar suas ações e no bom relacionamento com certos tipos de chefes: os coniventes. A difícil punição dessa prática infelizmente seduz novos adeptos, podendo comprometer toda uma equipe de trabalho. Enquanto isso, o profissional comprometido segue trabalhando.
Pedro Manoel

6 comentários:

Cristiane Alberto disse...

E eu acrescentaria: e levando todo o restante nas costas - sozinho.

Muito bom o texto!

Cris.

Anônimo disse...

Nada como ter experiências e vivenciá-las, hein... rsrsrsrsrsr. Gostei do texto!

Mércia

Ively disse...

A cultura organizacional de empresas que permitem que funcionários ‘descompromissados’ continuem trabalhando, com a conivência de chefes incompetentes e antiéticos, fingindo que não vê, compromete a sobrevivência da própria empresa que está se autodestruindo.
Com o mercado de trabalho altamente competitivo de hoje em dia, é de se supor que esses funcionários descompromissados e medíocres só consigam se manter no emprego, porque a empresa em que trabalham também é medíocre.

Uma empresa séria valoriza os funcionários comprometidos, estimula a colaboração, o trabalho em equipe, o aprendizado, os talentos...

Parabéns pelo texto e pelo profissional compromissado que você é!!

Bjo
Ively

Elane disse...

Parabéns, seu texto me levou a uma reflexão: tempos modernos?

D.Everson disse...

Como sempre mandou muito bem.
E como diria Antônio Abujamra: Você é um bom provocador

programacontrataque disse...

Texto muito bom, fala a realidade das organizações.