terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Dezembro: “Confraternizações”


Curioso como a palavra confraternização aparece com mais freqüência nas festas e comemorações de final de ano. Nesse contexto, vale a pena lembrar e separar as diferenças entre os termos confraternizar e festejar. O primeiro se refere aos sentimentos fraternais que une os envolvidos, já o segundo está relacionado a comemorar, desopilar, extravasar mesmo. Isto não quer dizer que um exclua o outro. Mas quanto às confraternizações no trabalho? Esse é um assunto de certa forma delicado, que merece atenção e do qual o bom senso é decisivo para o bom convívio com o chefe e os colegas durante todo o ano que virá. Desta forma, de início é bom esclarecer que esse tipo de “confraternização” não é uma opção, faz parte do trabalho e, portanto deve ser encarada como uma atividade extensiva. E sendo assim, as regras de relacionamento e de comportamento valem como se estivesse em um dia normal de expediente. Por conseguinte, chegar pontualmente, se vestir corretamente, comer e beber moderadamente são itens básicos a serem observados de perto. No caso das festas é preciso cuidado redobrado com o consumo de bebidas alcoólicas, nada de sair bebendo para se embriagar e desencadear comportamentos que possa se arrepender tais como: dançar na boca da garrafa (caso extremo), tentar se declarar para aquela paixão retraída ou ainda desabafar do tipo “lavar a roupa suja” com aquele colega chato que tenta puxar o tapete durante o ano todo. Para o caso de confraternizações do tipo reuniões intimistas nas quais, cada membro tem a oportunidade de falar - expor os votos de felicidades claro! - nada de aproveitar o momento para falar mal ou criticar a empresa, muito menos pedir alguma promoção. É preciso entender que a ocasião é de descontração e de “possível confraternização” não de pleitos. Enfim... Bom senso e educação são itens básicos para todo tipo de ocasião. Boas confraternizações!
Pedro Manoel

Um comentário:

D.Everson disse...

Que pena q não vou participar das comemorações por aí.

BOAS FESTAS BLOGUEIRO